BRIGA, organizaçom juvenil da esquerda independentista

Loja Virtual
Arquivo Gráfico
correio-e:
Compartilhar
Actualizada em
14/01/14
novas

Desemprego palia-se com emigraçom temporária no naval viguês

imagem

Campanha Rebelar-se no presente. Revelar o futuro.

Setembro 2012

Alto degrau de titulad@s e especializad@s e alto degrau de desemprego. Som os pressupostos para a contrataçom de mais de 500 operári@s do naval viguês afora das nossas fronteiras nos últimos meses (nom temos dados do período exato). Os destinos: Alemanha e Holanda principalmente, ambos países especiais beneficiários da política comunitária em indústria naval que tanta competência gera com Galiza. Porém, um outro destino, este dentro do Estado espanhol, é Euskal Herria, onde o potencial industrial e as caraterísticas do seu desenvolvimento e autonomia financeira respeito de Espanha mantenhem umha limitada contençom do impato da crise capitalista neste setor.

Segundo dados sindicais oferecidos por El Faro de Vigo, atualmente só 2.500 pessoas trabalham na Galiza em empresas privadas do naval, frente às 16.500 há tam só quatro anos. As ofertas de emprego na UE, muitas delas canalizadas polos sindicatos, conseguem-se através dos programas de formaçom e fomento do emprego patrocinados pola própria UE, e apenas alcançam o ano de duraçom no lugar de destino. Muit@s d@s buscad@s polos observadores europeus som recém titulad@s no grau superior de Formaçom Profissional.

De BRIGA nom pretendemos recriminar a nengum jovem galego a sua marcha á emigraçom. Conhecemo-la de primeira mao. Mui ao contrário, como organizaçom marxista pretendemos conhecer e combater, estes sim, os mecanismos sociais e económicos ocultos por trás das cifras que fam com que a juventude galega se veja na necessidade, de abandonar o seu país para poder subsistir.

A EMIGRAÇOM DESANGRA O PAÍS!
ORGANIZAÇOM E LUITA OPERÁRIA E JUVENIL!