BRIGA, organizaçom juvenil da esquerda independentista

Loja Virtual
Arquivo Gráfico
correio-e:
Compartilhar
Actualizada em
14/01/14
novas

Em liberdade os dous detidos ontem em Compostela

imagem

Novembro de 2006

Pouco depois das 15.15 de hoje saiam em liberdade os dous jovens estudantes arbitrariamente detidos onte pola polícia espanhola nos actos de protesto contra a presença do genocida Scholomo Ben-Ami em Compostela. Após emprestar declaraçom nos julgados compostelanos fôrom ceivados sob acusaçom de resistência à autoridade.

Tal como vimos informando, e segundo fontes de AGIR, organizaçom à que pertence um dos detidos, o dirigente estudantil está bem de ánimo e embora acusa a dureza das mais de 15 horas de detençom o seu estado de saúde é bom. O membro do Conselho Nacional da organizaçom estudantil da esquerda independentista foi reiteradamente espancado no trajecto em automóvel e na esquadra policial por membros do corpo repressivo espanhol.

BRIGA manifesta a sua solidariedade com os dous jovens e solicita às forças políticas com representaçom parlamentar a abertura dumha investigaçom para depurar responsabilidades pola violência policial exprimida contra umha concentarçom pacífica de protesto pola presença na capital da Galiza dum destacado dirigente sionista e especialmente polos maos tratos ao que foi submetido o companheiro de AGIR na esquadra policial.

BRIGA considera inaceitável que a Junta da Galiza subsídie este tipo de actos nos que participa um destacado membro dum governo que pratica terrorismo de estado contra o povo palestiniano e cujas maos estám ensanguentadas de vítimas inocentes, basicamente mulheres e nen@s.

O acontecido onte na rua da Carreira de Conde, diante das instalaçons da Aula de Cultura de Caixa Galiza, é um claro expoente de que neste país nom houvo praticamente nengumha mudança após a era Fraga. Que o continuismo em matéria repressiva e recorte das liberdades básicas é umha triste realidade.

BRIGA apela à juventude trabalhadora e estudantil galega a vencer a resignaçom e a desmobilizaçom social mediante a auto-organizaçom para fortalecer o único caminho viável: a luita, para superarmos a marginalizaçom e carência de expectativas e futuro ao que estamos condenad@s por Espanha e o Capital.

Novas relacionadas,
- Bem-Ami, na Galiza nom eres bem-vindo ..+
- Protesto contra a presença em Compostela do ex-ministro sionista ..+
- Dous jovens detidos e graves agressons e ameaças contra um deles ..+