BRIGA, organizaçom juvenil da esquerda independentista

Loja Virtual
Arquivo Gráfico
correio-e:
Compartilhar
Actualizada em
14/01/14
novas

Jovem antifascista apunhalado em Ponte Vedra. Nengumha agressom sem resposta!

imagem

Outubro de 2008

O passado sábado 25 de Outubro tivo lugar um facto gravíssimo e sem precedentes na nossa comarca. Um jovem sócio do Local Social A Revira foi apunhalado polas costas durante um enfrentamento com um grupo de fascistas que agredírom a um companheiro marroquino. Fontes que presenciárom o acontecido identificam a vários fascistas locais como os autores, com o apoio de elementos de extrema-direita de fora, alguns deles membros do exército espanhol, possivelmente procedentes da base da BRILAT de Figueirido ou da naval de Marim.

BRIGA, como organizaçom juvenil que sempre defendeu o antifascismo, e como companheir@s no Local Social do moço agredido, quer fazer constar os seguintes pontos:

1. Esta agressom, que só graças à boa sorte nom se saldou com um jovem morto, é um ataque contra toda a juventude antifascista da cidade, contra todos os sectores populares e da esquerda, organizados ou nom; significa umha coitelada polas costas contra tod@s aqueles/as que rechaçamos o fascismo, quer institucional de novo corte democrático, quer o mais evidente destas hienas que saem pola noite à caça de emoçons fortes, sempre em manada e fazendo gala da covardia mais abjecta.

2. Este novo ataque constitui a continuaçom do assédio fascista ao Local Social A Revira e aos diferentes projectos culturais, políticos e sociais que nele se encontram; a través de pintadas ameaçantes, ataques com pintura, ovos e tentativas de incêndio sempre rubricadas com simbologia da extrema-direita.

3. As Forças e Corpos de Segurança do Estado Espanhol nom tenhem mexido um dedo para dar com os autores destes ataques, que polo visto tenhem amparo policial e legal, como tivêrom durante toda a Ditadura franquista. A mais que possível presença de militares espanhóis entre os atacantes, fai-nos também duvidar do zelo que podam pôr nesta nova investigaçom. Polo que se vê, a sua eficiência está muito mais dirigida ao controlo da juventude nos fins de semana no casco velho ou à identificaçom de jovens organizados na esquerda que a esclarecer e depurar este tipo de actividades

Mostra delo é que nom se conhece nem o primeiro juizo a falangistas e militantes de extrema-direita na comarca de Ponte Vedra, copando o cupo repressivo a juventude organizada ou actuante noutros parámetros que nom som o espanholismo e a violência fascista.

4. Fazemos constar a nossa esigência a que o governo municipal e principais forças políticas institucionáis se posicionem a respeito deste gravíssimo facto.

5. A organizaçom envia toda a sua solidariedade, apoio e suporte ao jovem ferido, e o nosso apoio incondicional a todas as actividades antifascistas que se organicem nos vindouros dias, já que sabemos que o fascismo, se nom se combate, medra; e desde logo nós estamos dispost@s a combati-lo.