BRIGA, organizaçom juvenil da esquerda independentista

Loja Virtual
Arquivo Gráfico
correio-e:
Compartilhar
Actualizada em
14/01/14
novas

Nom os queremos. Crónica da manifestaçom nacional contra o Desfile

imagem

Campanha 29-M, que se vaiam!

Maio de 2005

Campanha 29-M, que se vaiam!
Arquivo gráfico I
Arquivo gráfico II
Arquivo gráfico III

Enquanto o Exército espanhol desfilava com esperpento por umha cidade totalmente tomada polas forças de ocupaçom e Bono fazia o ridículo, ao lado do monarca espanhol e do alcaide corunhês, brindando pola "pátria indivisível de todos os espanhóis", cerca de seiscentas pessoas saíam à rua para exigirem a marcha do exército da Galiza.

BRIGA, que figera um chamamento à juventude mais combativa e consciente para que tomasse a rua nesta jornada de luita, acudiu à manifestaçom com faixa própria, repartiu massivamente o primeiro número do seu vozeiro nacional, o XERFAS, e recebeu a solidariedade de centos de pessoas que rematárom com os bonos-ajuda tirados para sufragarem os gastos do julgamento aos companheiros acusados de de tentar derrubar a estátua de Millán Astray e aos que lhes pedem umha multa de 2000€.

@s manifestantes saírom às 13 horas da praça Paulo Igrejas e percorrêrom a avenida de Monelos até a praça da Cubela onde Xurxo Souto deu voz ao manifesto Nom os queremos, após o qual se entoou o hino nacional. O texto, feito público público semanas atrás pola plataforma da que BRIGA fai parte, tinha como objectivo mostrar um rejeitamento frontal ao reaccionário e fascista desfile do militarismo espanhol no nosso país.

Durante a manifestaçom pudérom-se escuitar palavras de ordem como "Exército espanhol fora da Galiza", "fora as forças de ocupaçom", "gastos militares para gastos sociais" ou "Exército espanhol fascista e assassino".

A mobilizaçom transcorreu sem incidentes até os Novos Ministérios onde a provocadora presença de umha viatura militar exaltou @s cent@s de manifestantes que conseguírom que o carro abandonara o lugar sob o ameaçador olhar da polícia de choque.

O fim do desfile nom é, porém, o fim da luita. A militáncia de BRIGA seguirá a exigir a retirada de todos e cada um dos milicos e polícias espanhóis que seguem a ocupar Galiza, QUE SE VAIAM!!

Ver também a campanha: 29-M, que se vaiam!