BRIGA, organizaçom juvenil da esquerda independentista

Loja Virtual
Arquivo Gráfico
correio-e:
Compartilhar
Actualizada em
14/01/14
novas
not/i1357.jpg

VII Assembleia Nacional de NÓS-Unidade Popular

30 de novembro decorre em Teo a sétima Assembleia Nacional de NÓS-Unidade Popular. A organizaçom política da esquerda independentista terá o seu máximo órgao de decisom em funcionamento durante toda a jornada. Ao longo dela, toda a militáncia, colaboradores/as, simpatizantes e outras pessoas convidadas compartirám o momento para renovar as Teses política, organizativa e ideológica. A partir de aqui, abrirám-se mais dous anos de intervençom pública ao abeiro da legitimidade democrática das decisons e a folha de rota definidas em Assembleia Nacional.[...+]

not/i1356.jpg

Nova concentraçom contra a corrupçom no governo compostelano

Ante um dos mais escandalosos casos de corrupçom que tem visto Compostela, em que 10 d@s 13 vereadores já figuram entre os imputados por fraude fiscal, irregularidades em contratos e concesons públicas, suborno, assédio laboral, entre outras inadmissíveis formas de saqueio de dinheiro público, várias entidades sociais, políticas, culturais e sindicais, voltamos às ruas para denunciar o espólio ao povo que o governo do PP compostelano está a protagonizar. Assim, a vindoura quinta-feira 28 de novembro às 17h, ditas entidades[...+]

not/i1355.jpg

25N: Paremos o assédio nas ruas!

A violência patriarcal tem a finalidade de funcionar como “corretivo” a aquelas mulheres que atuam fora da norma, sendo o “merecido castigo” por termos decidido abandonar o papel que socialmente nos é atribuído como género. Isto é perceptível ante a justificaçom que recebem habitualmente as agressons sofridas por mulheres: que se andamos sós à noite e a que horas, as roupas que levamos, os locais que freqüentamos... todas estas acusaçons seguem a lógica de quem culpabiliza a vítima e legitima a agressom. A mensagem por trás é clara: nom saias e fica na casa, nom ocupes determinados espaços que nom che correspondem, comporta-te, nom bebas álcool pois "é vergonhento ver umha mulher bêbeda", nom dances desse jeito... nom tenhas vida própria.[...+]

not/i1354.jpg

A Pé de Rua 25: Que se vaiam eles!

Rajói e os executivos dos estados da UE reunírom-se este mês em Paris para ocupar-se do massivo desemprego juvenil em Europa. Perguntam-se como pôr-lhe freio. Temem por acaso as conseqüèncias futuras de tanta miséria? Deve ser. Porque o presente de milhons de jovens na rua, explorad@s, entrando e saíndo dum trabalho ao INEM e vice-versa, sem perspetivas, arruinad@s, com famílias hipotecadas... isto nom parece que lhes tenha deixado sem sonho. Porque do contrário... Do contrário Rajói nom regressaria a Moncloa com 0.88 milhons € de fundos comunitários a investir nos próximos anos, até 2020, para dinamizar o emprego juvenil no segundo estado com maior taxa de desemprego da Uniom.[...+]

not/i1353.jpg

A juventude deve dizer Nunca Mais a Espanha e o capital

Galiza volveu saír às ruas a berrar Nunca Mais. Milhares de pessoas respondemos assim à sentença que declara umha única culpabilidade no capitám do barco, ao nom apreciar nengum ato susceptível de ser castigado. Sem culpáveis, sem lei, o mar dos piratas capitalistas continuará ajejando as nossas rias. @s jovens de BRIGA cremos que nom nos podemos permitir mais catástrofes ambientais. Que com desafogar a indignaçom por sermos considerados um apêndice de Espanha destinado ao espólio e o desastre permanente, nom chega.[...+]

not/i1352.jpg

Trás os fumos do capital: mais emigraçom e desemprego juvenis!

Os dados estatísticos oficiais revelam um presente dramático para o nosso país que acrescenta a terrível instantánea da juventude galega. Da diferença entre os dados do segundo trimestre de 2013 e o terceiro (dados de julho vs dados de outubro) indicam que no trecho de idade de 20 a 29 anos (ambos incluidos), em Galiza aumentárom em 2.800 @s desempregad@s.[...+]

not/i1351.jpg

Junta da Galiza soma e segue: 60.000€ de dinheiro público para coletivos anti-abortistas

O engano e a manipulaçom continuam a ser a base principal sob a que se sustentam a maioria de medidas que a classe dominante destina a aumentar o grau de submetimento de mais da metade da populaçom, e neste caso olhamos raivosas como milhares de euros de dinheiro público som entregados a organizaçons que afirmando ofertar ajuda e apoio às mulheres grávidas, em realidade divulgam, reproduzem e promovem umha ideologia e umhas práticas que em nada pretendem ajudar às mulheres, pois apenas procuram afundar-nos mais na histórica opressom que padecemos. [...+]

not/i1350.jpg

BRIGA-Compostela desenvolve campanha agitativa contra o governo municipal

Com motivo do último escándalo de corrupçom protagonizado polo governo municipal do PP, o Grupo de Base de BRIGA em Compostela pujo-se maos à obra para denunciar esta insustentável situaçom numha cidade que alcança já umhas cifras desorbitadas de desemprego e miséria material enquanto umha equipa de ladrons continuam a coordenar o espólio à vizinhança sem o mais mínimo rubor. Para isto, recuperamos a nossa folha agitativa comarcal Pedra Vermelha e junto à colagem de faixas gigantes, distribuímos por toda a cidade a nossa mensagem de denuncia e disposiçom à luita contra todo aquele que vive do nosso trabalho.[...+]

not/i1349.jpg

Concentraçom-caçolada contra o Governo Municipal de Compostela

Como já temos informado há uns dias, 14 entidades sociais, políticas e sindicais iniciamos umha campanha para exigir a imediata dissoluçom da corporaçom municipal, a demisom do alcaide Currás e a convocatória de novas eleiçons. Após umha primeira concentraçom na passada sexta-feira 25 de outubro, a próxima cita teremo-la amanhá, quinta-feira 31 às 17h na Praça do Obradoiro, coincidindo com o pleno municipal do Concelho.[...+]

not/i1348.jpg

12h: Concentraçom solidária em Direito-USC

Polo direito à greve, @s jovens trabalhadores/as de BRIGA devemos e queremos molhar-nos hoje, a partir das 12h frente à Faculdade de Direito da USC sita no Campus Sul da capital.[...+]