BRIGA, organizaçom juvenil da esquerda independentista

Loja Virtual
Arquivo Gráfico
correio-e:
Compartilhar
Actualizada em
14/01/14
novas
not/i316.jpg

Corporación Dermoestética também é violência machista

Na tarde do 24 de Novembro, na véspera do Dia Internacional contra a Violência machista, várias jovens levarom a cabo umha acçom de denúncia na clínica que Corporación Dermoestética tem numha céntrica rua de Compostela. As jovens desplegarom umha faixa com a palavra de ordem Isto também é violência machista. [...+]

not/i315.jpg

25 de Novembro: Rompe com o machismo!

O assassinato de mulheres a maos de homens como última expressom da dominaçom patriarcal, tem-se convertido numha situaçom tam habitual que já quase nem escandaliza. As contínuas notícias que nos mostram os meios de comunicaçom é só um pequeno sinal do progresso da violência que encontramos no dia-a-dia da vida de cada mulher. Os maus tratos, e mais os que culminam na morte, som a consequência mais negra da dominaçom, opressom e exploraçom patriarcal que as mulheres sofremos no sistema capitalista.[...+]

not/i314.jpg

Testemunho dos jovens detidos e agredidos pola policia espanhola em Compostela

Durante os dias 21 e 22 de Novembro de BRIGA nos temos esforçado por denúnciar a intolerável violência policial da que fumos objectos o conjunto de pessoas concentradas à portas da Aula Socia-Cultural de Caixa Galiza e que sofrirom em maior medida os dous jovens detidos. Mas o texto que achegamos, em forma de carta aberta elaborada polos companheiros Iago Barros e Aurélio Lopes, é sem dúvida o melhor testemunho e prova da impunidade com a que actuam as forças repressivas na Galiza.[...+]

not/i313.jpg

Em liberdade os dous detidos ontem em Compostela

Pouco depois das 15.15 de hoje saiam em liberdade os dous jovens estudantes arbitrariamente detidos onte pola polícia espanhola nos actos de protesto contra a presença do genocida Scholomo Ben-Ami em Compostela. Após emprestar declaraçom nos julgados compostelanos fôrom ceivados sob acusaçom de resistência à autoridade. Tal como vimos informando, e segundo fontes de AGIR, organizaçom à que pertence um dos detidos, o dirigente estudantil está bem de ánimo e embora acusa a dureza das mais de 15 horas de detençom o seu estado de saúde é bom. [...+]

not/i312.jpg

Dous jovens detidos e graves agressons e ameaças contra um deles

Dous jovens permanecem no momento que redigimos esta informaçom na esquadra da polícia espanhola de Compostela, após terem sido detidos por participarem na concentraçom de repulsa à presença de um dirigente sionista na Fundación Caixa Galicia. Segundo informaçons dos companheiros e companheiras de AGIR, um dos detidos é membro da Direcçom Nacional da entidade estudantil. Este companheiro, que conseguiu telefonar da esquadra, confirmou que a malheira que recebeu no momento da detençom nom foi a única. [...+]

not/i311.jpg

Protesto contra a presença em Compostela do ex-ministro sionista

Há apenas umhas horas, mais dum cento de pessoas explicitárom em Compostela a sua repulsa incondicional perante a presença do ex-ministro do estado racista e terrorista de Israel, Scholomo Ben-Ami. O enorme dispositivo policial apostado nom aguardou nem ao começo do acto para reter a dous jovens assistentes no exterior do prédio da conferência. Ante a vista d@s manifestantes, espancárom-os brutalmente, depois do qual fôrom introduzidos numha carrinha e conduzidos a comisaria. [...+]

not/i310.jpg

Bem-Ami, na Galiza nom eres bem-vindo

Hoje 21 de Novembro tem previsto dar umha conferência em Compostela Scholomo Ben-Ami, conhecido propagandista do terrorismo sionista. Ben-Ami tem um amplo curriculum ao serviço da aniquilaçom do povo palestiniano. Membro do Partido Laborista, foi Ministro de Seguridade desde 1999 e depois Ministro de Assuntos exteriores entre Agosto de 2000 e Março de 2001 no governo de Ehud Barak. Como membro destacado do governo israelita participou activamente na resposta policial e militar contra a segunda intifada, que em apenas cinco meses provocou 368 mortos palestinian@s, 129 d@s quais tinham menos de 18 anos e 328 eram civís desarmad@s, mais de 12.000 ferid@s e 1450 detid@s além das centenares de casas, escolas e demais infra-estruturas civís destruidas [...+]

not/i309.jpg

Já disponíveis as Teses aprovadas no II Congresso Nacional

Já estám disponíveis na secçom de documentos da nossa página web as Teses aprovadas no II Congresso Nacional que decorreu o passado 28 de Outubro na Corunha sob a legenda Erguemos a bandeira do combate juvenil. Os textos submetidos a debate e aprovados no II Congresso Nacional constam dumha Tese Política e umha Tese Organizativa. A Tese Política aprovada fai um exaustivo repasso pola gestom da nova Junta da Galiza no referente a diversos temas que afectam à juventude, a intervençom laboral do bipartido, o acesso à vivenda, a sexualidade e as drogas.[...+]

not/i308.jpg

Constituiu-se em Compostela Plataforma contra a criminalizaçom da juventude

Em resposta à Ordenança de Resíduos e Limpeza Viária aprovada polo Concelho de Compostela o passado mês de Setembro, vem de constituir-se a Plataforma contra a criminalizaçom da juventude. Desta Plataforma fam parte além de BRIGA, AGIR, XA (Xuntanza Antiprohibicionista) e Galiza Nova, ainda que segue aberta a entrada de novos colectivos e organizaçons. Durante as próximas semanas a Plataforma tem previsto desenvolver umha intensa actividade contra a Ordenança, que tem como principal objectivo proibir a prática do botelhom na cidade, e que alarga e aperfeiçoa o recorte de direitos que sofremos @s jovens.[...+]

not/i307.jpg

AGIR fai público o seu posicionamento sobre o paro estudantil do 8 de Novembro

AGIR, organizaçom estudantil da esquerda independentista, vem de fazer público o seu posicionamento arredor do paro estudantil do 8 de Novembro, finalmente convocado em solitário pola Mesa pola Normalizaçom Lingüística. Polo seu interese, reproducimos na íntegra o comunicado da organizaçom estudantil, aderindo ao chamamento para superar qualquer sectarismo neste tipo de convocatórias para assim potenciar espaços plurais de colaboraçom desde os que relançar a defesa da língua nos centros de ensino.[...+]