BRIGA, organiza�om juvenil da esquerda independentista

Loja Virtual
Arquivo Gr�fico
correio-e:
Compartilhar
Actualizada em
14/01/14
novas
not/i475.jpg

Galiza naom. @s jovens galeg@s pola oficialidade

Mais um ano o jogo da selecçom galega de futebol, desta vez da selecçom masculina e da feminina, servirá de marco para exprimir o enorme apoio popular às reivindicaçons nacionais no terreno desportivo e ao colectivo que acumula mais de dez anos de luita na sua defesa, Siareir@s Galeg@s.[...+]

not/i472.jpg

Terrorismo machista continua em Compostela. Duas agressons sexuais em menos dumha semana

Na noite do 16 de Novembro umha mulher era vítima dumha nova agressom sexual na nossa comarca. Menos de 24 horas depois, outra mulher de aproximadamente 30 anos era violada na rua Oliveiras, no casco velho da cidade por um homem nom identificado. Depois desta segunda agressom, os médios nom tivérom mais remédio que fazer-se eco do acontecido, informando dos dous ataques, mas apressurando-se também a louvar o alto grau de segurança atingido na cidade e o baixo número de violaçons que tenhem lugar na mesma, todo elo a agradecer ao labor exercido polos efectivos policiais.[...+]

not/i451.jpg

Comunicado sobre o assassinato dum jovem anti-fascista em Madrid

Hoje mesmo e no marco da resposta popular à convocatória dumha mobilizaçom racista em Madrid, vários jovens anti-fascistas forom apunhalados e finalmente um, de tam só 17 anos, resultou morto. Os meios de comunicaçom pronto se lançarom a desinformar sobre o acontecido, disfarçando a agressom e a resposta anti-fascista contra este acto racista como pelejas entre bandas, ocultando o seu relacionamento com a atitude de PSOE e PP, que mentras detenhem, persiguem e ilegalizam organizaçons e movimentos populares, permitem e amparam manifestaçons do fascismo.[...+]

not/i450.jpg

BRIGA denuncia jornadas militaristas em Ponte Vedra

Os próximos 13 e 14 de Novembro terám lugar no Cámpus de Ponte Vedra umhas jornadas consistentes numha série de palestras e outras actividades de promoçom do militarismo e do Exército espanhol, com a presença de destacados representantes do Ministério da Defesa espanhol e também dos serviços de inteligência espanhóis (CNI). Ante esta nova ocupaçom de um espaço público da nossa cidade polos militares para promocionarem o seu sanguento ofício de BRIGA queremos manifestar o que segue:[...+]

not/i443.jpg

Trs jovens antimilitaristas serm julgad@s em Ponte Vedra

A próxima quarta-feira 31 às 11 da manhá três jovens deverám sentar-se no banco dos julgados de Ponte Vedra acussad@s de injúrias ao Exército espanhol e maltrato a membros das Forças Armadas, polo que o fiscal lhes esige mais de 6000 euros de multa, e um ano de prisom a cada um/umha. Para o mesmo lugar e horas, está convocada umha concentraçom de solidariedade com Antia Marinho, Anjo Torres e Alexandre Rios, @s três companheir@s repressaliad@s.[...+]

not/i435.jpg

Intervenom de BRIGA nos actos do Dia da Galiza Combatente07

Em primeiro lugar quero agradecer a NÓS-Unidade Popular este convite que nos dá a possibilidade de dirigirnos a todos e todas vós numha data tam assinalada como é o Dia da Galiza Combatente. Porque no Dia da Galiza Combatente a esquerda independentista deste país homenageia todos e todas as revolucionárias caídas em combate contra a opressom e a injustiça. Todas e todos os que dérom a sua vida para que Galiza hoje viva. E nom está de mais sublinharmos o facto de que muitos e muitas delas eram jovens que, ao igual que fai a juventude independentista na Galiza de hoje, sonhárom cum mundo mais justo e mais humano. Um mundo onde @s jovens nom sejamos a carne de canhom da exploraçom capitalista.[...+]

not/i428.jpg

BRIGA denuncia as graves monstras de chularia e prepotncia fascista por parte da Polcia espanhola em Ferrol

O passado 8 de Setembro a polícia espanhola deu mais umha monstra em Ferrol da chularia e prepotência com a que costumam actuar, desta vez com o acosso a um grupo de jovens que assitiram ao concerto que o grupo madrileno Kaos Urbano dera na Fundaçom Artábria. Já durante o concerto forom contínuos os passeios da Polícia local e da espanhola por diante do Centro Social, esta última numha atitude claramente intimidatória. Mas nom foi até depois do concerto quando se producirom os factos mais graves.[...+]

not/i424.jpg

366 dias de dissidncia. 366 murais de subversom

A realidade nom mente. Pode ser mascarada, tergiversada ou ocultada polos amos do sistema, mas sempre está aí para quem tiver os instrumentos necessários e a vontade para conhecê-la e transformá-la. De nom termos os instrumentos necessários para a sua transformaçom, por muito empenho que ponhamos careceremos de pontaria à hora de tomarmos decisons, golpearemos umha e outra vez um muro que nom seremos quem de derruir, porque erraremos à hora de analisarmos o que é que está a ocorrer nessa realidade que nom mente, mas que está maquilhada e pervertida para benefício dos que tenhem o poder, com o objectivo de nos confundir e anular.[...+]

not/i420.jpg

Comunicado em solidariedade com a Revira

Na passada sexta-feira 10 de Agosto o Local Social da Revira de Ponte Vedra, situado na rua Arcebispo Malvar, era alvo dum ataque fascista ao ter sido incendiada a sua porta durante a madrugada. De BRIGA queremos expressar a nossa total solidariedade e apoio aos companheiros e às companheiras do Centro Social pontevedrês, cuja contínua actividade a prol da construçom nacional da Galiza só pudo ser respostada por estes elementos fascistas deste jeito, próprio de quem olha com impotência como o independentismo cresce e tem presença pública permanente na cidade. [...+]

not/i413.jpg

BRIGA perante a tentativa de proibiom do concerto de Banda Bassotti em Ferrol

O Partido Popular e a AVT levam anos a aleijar as já de por sim escassas liberdades existentes no Estado espanhol. Ao promoverem a ilegalizaçom de forças políticas e organizaçons sociais de esquerda ou encerramento de meios de comunicaçom e, nesta ocasiom, a proibiçom de concertos de grupos de música comprometida socialmente mostram às claras qual é o modelo de democracia que dim defender: um regime que apenas tenha de democrático o nome e onde a livre exposiçom de ideias, debates e expressons de criatividade sejam emasculados à sua vontade.[...+]