BRIGA, organiza�om juvenil da esquerda independentista

Loja Virtual
Arquivo Gr�fico
correio-e:
Compartilhar
Actualizada em
14/01/14
novas
not/i350.jpg

Terrorismo machista continua: nova jovem assassinada

A jovem de 25 anos de idade morreu a maus do seu companheiro, de 23 anos, com o que compartilhava andar desde havia três anos em Porrinho. Estudos realizados nos últimos meses desmintem que as agressons e assassinatos de mulheres a maos dos seus companheiros e maridos sejam comportamentos ressiduais de casais velhos, mais ao contrário, os terroristas machistas rondam de média os 35-40 anos.[...+]

not/i345.jpg

Novo jovem vtima do terrorismo patronal pom em evidncia Acordo Social

A terrível morte de um jovem de Bogonte ocorrida a quarta-feira mentras realizava travalhos de soldadura na empresa Granova Cereales SL, pom em evidência os discursos triunfalistas da Junta, da patronal e dos sindicatos vendidos na apresentaçom do novo Pacto polo Emprego. Este novo Pacto, apresentado em sociedade o passado 5 de Fevereiro, nom passa de umha grande operaçom de marqueting eleitoralista da Junta do bipartito que nom introduce absolutamente nengumha medida real dirigida a frear o imparável processo de precarizaçom do mercado laboral galego, que conta com os mais altos índices do Estado em sinisestralidade, desemprego e temporalidade.[...+]

not/i344.jpg

Processam por um acto antimilitarista a trs jovens e solicitam 2190 e um ano de prisom

De novo três jovens terám que enfrentar-se a (in)justiça espanhola, desta volta acussad@s de participar num acto antimilitarista que decorreu em Ponte Vedra 6 de Junho do passado ano. @s jovens vam a ser processad@s por dous delitos, concretamente um de ameaças e injurias ao Exército polo que a fiscalia solicita umha multa de 2190 a cada um/a e um outro de maltrato às Forças Armadas(?) que equivalem a um ano de prisom.[...+]

not/i339.jpg

Concentraom na Corunha contra o julgamento a trs jovens independentistas

A próxima quarta-feira dia 24 de Janeiro apartir das 9h30, Corunha acolherá um novo julgamento a três jovens militantes independentistas, Diego, Vreixo e Daniel, acusados de realizar no mês de Março do ano passado um mural de BRIGA numha das principais entradas da cidade. Neste novo julgamento pouco importará que o mural se realizasse sobre umha parede de cemento sem nengum valor patrimonial nem estético, e se imporá a lógica repressora que teima em perseguir e acossar à juventude organizada.[...+]

not/i338.jpg

Democracia espanhola considera auto-organizaom da juventude basca como terrorismo

Hoje mesmo o Tribunal Supremo dava a conhecer a sentência contra 24 militantes das organizaçons juvenís bascas Jarrai, Haika e Segi. O Tribunal vem de declarar às entidades juvenís organizaçons terroristas e condenar a 23 dos 24 moç@s julgad@s a seis anos de prisom. Este falho do Tribunal Supremo é o último episódio dumha farsa jurídica que se iniciou há algo mais dum par de anos na Audiência Nacional espanhola e que tinha como objectivo castigar a auto-organizaçom da juventude basca e punir o seu insuvornável compromisso com a independência e o socialismo para Euskal Herria.[...+]

not/i336.jpg

Pio Moa: fascista, homofobo, machista, fora da Galiza

Ontem a Fundación Caixa Galicia acolheu umha conferência de Pio Moa, personagem conhecido por rimbombantes declaraçons que ensalzam o franquismo, o machismo ou a homofobia. O acto está organizado pola Associaçom de Vítimas do Terrorismo (AVT) e financiada pola própria Fundaçom de Caixa Galiza Quando ainda só transcorrerom umhas semanas desde que rematou o Ano da Memória, na que a Junta da Galiza pretendia homenagear as vítimas do franquismo mas que em realidade nom passou de evocaçom sentimental e historicista, as instituiçons autonómicas permitem a realizaçom de actos como o de onte, no que abertamente se realizou apologia do genocídio do 36 e da massacre que contra o povo galego organizou o fascismo espanhol.[...+]

not/i331.jpg

Galiza-Equador converte-se num clamor pola oficialidade das selecons

A mobilizaçom nacional convocada por Siareir@s Galeg@s e a intervençom do colectivo no próprio Estádio de Riazor converteu um jogo da selecçom galega de futebol num clamor para esigir a oficialidade das nossas equipas desportivas. Igual que acontecera há um ano, na histórica jornada do 29 de Dezembro de 2005, o jogo contra Equador transcendeu com muito os limites marcados desde as instituiçons autonómicas e ficou para a história como umha jornada de luita e reivindicaçom do direito da Galiza a competir em torneios e competiçons internacionais oficiais.[...+]

not/i330.jpg

Concelho de Compostela aprova Ordenana que recorta direitos d@s jovens

O passado 28 de Dezembro decorreu o Pleno Mucipal no que foi aprovado a Ordenança de Resíduos e Limpeza Viária que imporá um grave recorte dos direitos d@s jovens na cidade, concretamente dos relacionados com o ócio. A Ordenança foi aprovada sem ter em conta negumha das aportaçons realizadas pola Plataforma contra a criminalizaçom da juventude, que foram apoiadas por centenares de moç@s, e que proponhiam eliminar os artigos reacionados com a proibiçom expressa de beber, sem especificar bebidas alcolicas, nas ruas e praças da cidade. [...+]

not/i322.jpg

Vice-presidncia da Junta da Galiza promociona o Exrcito espanhol

A Rede Galega de Informaçom e Documentaçom Juvenil (RIX), organismo dependente da Vice-presidência da Junta da Galiza, continua, igual que quando governava o Partido Popular, realizando proselitismo do Exército espanhol. Assim a RIX, rede supostamente adicada à publicitaçom de bolsas, cursos ou informaçom de interese para @s jovens, mantém desde há anos ligaçons desde o seu web com a página soldados.com. Esta página, colocada em destaque no web da RIX, é o portal de reclutamento do Exército espanhol e à vez parte da campanha de lavado de cara das chamadas Fuerzas Armadas.[...+]

not/i315.jpg

25 de Novembro: Rompe com o machismo!

O assassinato de mulheres a maos de homens como última expressom da dominaçom patriarcal, tem-se convertido numha situaçom tam habitual que já quase nem escandaliza. As contínuas notícias que nos mostram os meios de comunicaçom é só um pequeno sinal do progresso da violência que encontramos no dia-a-dia da vida de cada mulher. Os maus tratos, e mais os que culminam na morte, som a consequência mais negra da dominaçom, opressom e exploraçom patriarcal que as mulheres sofremos no sistema capitalista.[...+]