BRIGA, organiza�om juvenil da esquerda independentista

Loja Virtual
Arquivo Gr�fico
correio-e:
Compartilhar
Actualizada em
14/01/14
novas

Leitura no Dia da Galiza Combatente de 2011

imagem Outubro 2011

Incorporamos ao web o discurso lido pola nossa organizaom na homenagem ao Piloto que organizou NS-UP no concelho de Chantada dia 11 passado. Foi a XI ediom do Dia da Galiza Combatente.

"Caras companheiras e companheiros:

Hoje na XI ediom do dia da Galiza Combatente organizada por Ns-UP, a juventude rebelde organizada em BRIGA tambm se sente na obriga de reivindicar a figura de Jos Castro Veiga, O Piloto, como exemplo de luita e resistncia at o ltimo momento da sua vida contra o fascismo espanhol. esse exemplo o que a juventude rebelde deve seguir na luita diaria contra Espanha, o Capital e o Patriarcado.

No contexto de crise capitalista, somos a juventude o sector de idade que mais sofre as suas conseqncias neste sistema herdeiro do franquismo, contra o qual luitou o Piloto, e somos ns quem temos que seguir tracejando esse caminho.

Precariedade. Eventualidade. Desemprego. Emigraom. Esse o panorama atual da juventude galega trabalhadora. E ante isto s a autoorganizaom juvenil e a utilizaom consciente e acertada de todos os mtodos de luita poderm ajudar-nos para alcanar a nossa libertaom.

na figura do Piloto, Amada Garcia, Moncho Reboiras, Lola, Jos e tantos e tantas outras combatentes galegas nas quais devemos mirar-nos.

Nom podemos cair nos tpicos que o espanholismo diz sobre ns. Se bem certo que existiu e existe umha parte do povo trabalhador que se resignou e emigrou envolvida numha mar de misria, nom menos certo que existe umha Galiza combativa, que nom cala, que luita polos seus direitos nacionais, sociais e de gnero, como muitas jovens revolucionarias galegas figrom e como a juventude de BRIGA demonstramos.

Mais umha vez, apelamos a juventude rebelde mais consciente a superar as condions materias a que nos submete o capitalismo, pola recuperaom da nossa identidade como povo, e polo direito a sermos mulheres livres.

Em BRIGA sabemos qual o caminho: o trabalho diario contra toda forma de opressom e dominaom, tal como no seu legado deixou escrito o Piloto.

Viva Galiza Ceive, Socialista e feminista!

Denantes mortas que escravas!"