BRIGA, organiza�om juvenil da esquerda independentista

Loja Virtual
Arquivo Gr�fico
correio-e:
Compartilhar
Actualizada em
14/01/14
novas

Iminente detençom de jovens basc@s exige solidariedade internacionalista

imagem Abril 2013

A juventude independentista basca está a enfrentar com muita fortaleça o desafio repressor do estado espanhol, que pretende afondar no conflito político prendendo 8 jovens por ter formado parte da organizaçom SEGI, ilegalizada no seu dia. Após ser condenad@s a 6 anos de prisom recentemente pola sua alegada pertença à entidade ilegalizada, é a hora de encarcerá-l@s.

Esta situaçom, politicamente improcedente e totalmente fora de lugar, só provoca mais sofrimento e mostra o caráter pouco negociador dumha Espanha que esgrime incessantes espasmos repressivos malia a oferta pacífica encetada pola esquerda abertzale. Enviar a prisom pessoas pola sua mera identificaçom política vulnera elementares direitos humanos.

Na cidade de Donosti, milhares de pessoas sustentam umha campanha de autodefesa utilizando métodos de desobediência popular que por enquanto estám a lograr paralisar a autoridade do estado para proceder à detençom d@s jovens. Nom é pouca cousa!

Esta madrugada, a polícia autonómica às ordens do PNV apareceu na "Zona Livre (Aske Gunea)", ativando-se o protocolo de alerta com centenas de pessoas que fam vigília nas madrugadas para criar cordons humanos que obstaculizem o acesso policial às pessoas objeto das pretendidas detençons.

Desafortunadamente, consta-nos que várias unidades policiais se estám a deslocar para desenvolver um iminente desalojo violento do lugar. A brutalidade será a única forma do poder para ultrapassar a vontade popular de defender a juventude rebelde polo seu delito de autoorganizar-se para combater Espanha, o capital e o patriarcado.

BRIGA envia à nova organizaçom juvenil Ernai, à estudantil Ikasle Abertzaleak e a todos os agentes políticos e sociais involucrados neste exemplo de autodefesa e resistência umha grande aperta solidária e sinceros desejos de vitória. E particularmente a Imanol Vicente, Nahikari Otaegi, Ekaitz Ezkerra, Aitor Olaizola, Adur Fernández, Oier Lorente, MIkel Arretxe y Egoi Alberdi. Eles e elas encarnam hoje a juventude trabalhadora cujo sofrimento é semente dum mundo melhor.

SOLIDARIEDADE JUVENIL INTERNACIONALISTA!
STOP PERSEGUIÇOM JUVENTUDE BASCA!