BRIGA, organiza�om juvenil da esquerda independentista

Loja Virtual
Arquivo Gr�fico
correio-e:
Compartilhar
Actualizada em
14/01/14
novas

Acossa policial nom impede realizaçom de murais

imagem

Março de 2006

Há uns meses foi o facto de pendurarmos faixas, repartirmos panfletos ou colarmos colantes as escusas apresentadas polas "democráticas" forças repressivas espanholas para com umha teimosia doentia tentar ilegalizar a nossa organizaçom.

Agora o motivo de perseguiçom é a realizaçom dum mural numha parede de cimento dumha ponte na saída principal da Corunha.

Assim os mesmos "democratas" que olham estarrecidos as imagens das revoltas mussulmanas provocadas polas famosas caricaturas de Maomé enchendo-se a boca com hipócritas proclamas em prol da liberdade de expressom reprimem na sua própria casa a juventude que, quer por inquedanças artísticas, quer por razons reivindicativas pretendem, expressar-se livremente com murais ou com graffitis.

É incompreensível que num estado que se di democrático a polícia e a guarda civil tenha como "missom" assediar @s jovens, desde as escolas, sob a desculpa de rematar com o tráfico de drogas à rua, com o pretexto de rematar com o "vandalismo".

De BRIGA já temos denunciado esta contínua acossa apoiada desde os meios de comunicaçom que nom cessam em vincular juventude com delinqüência, vandalismo... ser jovem nom é delito!!! E por muito que a (in)justiça espanhola o pretenda fazer murais também nom o é.

Por isso @s moços e moças comprometid@s com a construçom nacional deste país seguirám a defender os direitos da juventude trabalhadora galega e a se expressarem como o considerarem oportuno.

Além deste mural que ficou inconcluso por muito pouco após o surpreendente interrogatório do experimentado polícia em práticas de turno que saía do carro perguntando que estavam a fazer os rapazes? (A capacidade investigadora da polícia espanhola alcança por vezes limites inefáveis), realizárom-se pola Comarca mais três murais (dous na Corunha e outro em Carral) sem que o chefe "Biggun" o chegasse a impedir.