BRIGA, organiza�om juvenil da esquerda independentista

Loja Virtual
Arquivo Gr�fico
correio-e:
Compartilhar
Actualizada em
14/01/14
novas

Sucesso da II Jornada de Rebeliom. 5000 jovens participam nos actos organizados por BRIGA

imagem

Julho de 2006

.: Arquivo grfico I
.: Arquivo grfico II

A passada noite do 24 de Julho BRIGA pujo no Parque de Belvis o broche de ouro ao curso poltico que finaliza, despedindo-se com um rotundo sucesso. Mais de 5000 jovens assistirom ao festival organizado por BRIGA com motivo do Dia da Ptria, para compartilhar junt@s a II Jornada de Rebeliom Juvenil convocada sob a palavra de ordem Avanamos combatendo. O futuro d@s jovens.

Antes de comezar os actos organizados por BRIGA, a jornada tivo o seu tiro de sada s 19h00 na Praa do Pam, na manifestaom de Siareir@s Galeg@s que a juventude revolucionria aderiu, juntando roda de meio milheiro de jovens que marchrom polas ruas do casco velho compostelm sob a legenda da convocatria Galiza, mais do que um jogo. Corerom-se com entusiasmo dzias de consignas como Umha naom, umha selecom; Fraga cabrom, j temos selecom; Independncia, Seleccions nacionais na Galiza, etc. A reivindicaom dumha selecom nacional prpria, que poida competir em p de igualdade com o resto de selecons estatais e nacionais do mundo, tivo a centralidade mxima. O acto rematou com a leitura do comunicado e o canto do hino nacional, e constituiu um ponto de encontro entre diferentes organizaons, sectores e correntes juvens, sendo um exemplo do trabalho conjunto que o movimento juvenil galego tanto precisa.

Depois da manifestaom, comeou o jantar popular no Parque de Belvis, onde os primeiros centos de jovens comerom a reunir-se na espera do incio dos concertos e o acto poltico. s 23h30 comeou a sua actuaom o grupo de hard-core galego Ofensiva, que por necessidades de ltima hora tivrom que ser os encarregados da apertura dos concertos. Esta formaom est a ponto de editar o seu primeiro album, que sem dvida os colocar no rnking galego das bandas mais potentes, duras e comprometidas do nosso cenrio musical.

Aps os vigueses, tivo lugar o acto poltico, no que Diego Bernal fixo a sua intervenom, fazendo umha anlise da actividade de BRIGA deste curso agonizante, e as perspectivas de futuro da organanizaom. Pujo especial acento no que significa para o movimento juvenil operrio deste Pas a auto-organizaom d@s jovens trabalhadores/as do metal, e as jornadas de mobilizaons e luita contra as agressons da patronal, atingindo o seu ponto mximo nos j histricos enfrontamentos com a polcia anti-disturbios em Maio deste ano. Nos ltimos momentos do discurso, entre berros de Independncia, trs jovens encarapuzados subirom ao cenrio, queimando umha bandeira espanhola.

A seguir, continurom Opci K95, com o seu OI! directo e atronador, com letras claramente independentistas, rebatindo a falsa aparincia de normalidade democrtica que se vive no Estado espanhol, e traendo a msica de combate dos Pasos Catals at o nosso Dia da Ptria.

O terceiro grupo da noite from os Kastom de Ordes, que pugrom os nimos ao vermelho-vivo com o rock duro e galego que interpretam. Especial menom fazemos sua espectacular versom dos Kortatu, Zu Atrapatu Arte, que voltou literalmente tola assistncia.

Chegava o momento final da noite, a ltima actuaom, miles de jovens enchiam o parque de Belvs, e a expectaom empapava o ambiente. Por fim, os italianos Banda Bassoti inicirom a sua actuaom, no momento lgido da jornada, quando maior nmero de jovens assistirom ao seu impresionante directo. A banda, um referente da msica comunista e de combate ideolgico ao Capital, interpretrom muitos temas dos seus ltimos trabalhos, como Amor e Odio, sem esquecer clssicos como Avanzo di Cantiere, Luna Rossa e Mockba 993.

Aps o final dos concertos, BRIGA despedia, agora sim, o seu curso poltico, com as energias e folgos que o xito da jornada insuflou na militncia e na base social assistente, assim como nesses miles de jovens que compartilhrom com ns a Segunda Jornada de Rebeliom. Para eles, e para tod@s aqueles que nos seus postos de trabalho, nos seus centros de estudo, nas suas moradas e na rua, sonham com um novo horizonte de luita que d umha sada vida que nos fabricam e nos imponhem, dedicamos umha saudaom revolucionria, animando-@s a participar na auto-organizaom e na luita que nos toca trabar, e que ningum levar a cabo por ns.

A tod@s eles/as dizemos, veremo-nos no caminho, o futuro d@s jovens.

Viva o Dia da Ptria!
Avante a juventude revolucionria!
Avanamos combatendo. O futuro d@s jovens!