BRIGA, organiza�om juvenil da esquerda independentista

Loja Virtual
Arquivo Gr�fico
correio-e:
Compartilhar
Actualizada em
14/01/14
novas

Sons Jovens e Festas de Compostela na estreia do Pedra Vermelha

imagem

Maio de 2007

A organizaom do Sons Jovens em Compostela07 e as Festas de Compostela som os protagonistas do primeiro nmero do Pedra Vermelha, nova folha de agitaom editada polo Grupo de Base em Compostela.

Em espera de poder disponibiliz-lo em formato PDF na nossa secom de publicaons, o achegamos-vos o texto deste primeiro nmero do novo cabealho de BRIGA.

Por umhas festas criativas, populares e em galego
A rua nossa!

Por segundo ano consecutivo o Sons Jovens em Compostela, evento adicado promoom da msica feita pola mocidade da Comarca, a nica alternativa programaom realizada desde a Cmara Municipsl para as Festas da Ascensom de 2007.

Mas de BRIGA nom nos conformamos com potenciar este modesto, ainda que importante, espao de auto-organizaom juvenil e perante a programaom institucional destas Festas, denunciamos:

1. O carcter profundamente anti-popular dos eventos organizados pola Concelharia de Cultura (BNG) e Festas (PSOE), na que se potencia a cultura de elites e se coacrta a participaom popular no desenho do programa de Festas, ficando sua margem a maioria da populaom da cidade, e em especial @s jovens.

2. A funom espanholizadora das mesmas, j que como vem sendo habitual a msica em espanhol hegemoniza os principais concertos, aprofundando assim na espanholizaom dos espaos de lazer da juventude, provocando um efeito devastador no emprego do nosso idioma entre @s jovens.

3. A imposiom dum modelo musical de massas que suplanta a impresdindvel promoom dos grupos locais. A Cmara empenha-se em potenciar a msica dos 40 Principales ou Operacin Triunfo enquanto que os grupos da Comarca ficam no mais absoluto anonimato, restringidos a programas municipais de pequenas actuaons, mas excludos dos grandes concertos organizados com dinheiro pblico.
Assim a Cmara aposta claramente por umha msica manufacturada e enlatada, criada desde as grandes empresas da msica para consumo de massas.

4. As dificuldades que qualquer organizaom ou associaom tenhem para participar destas festas sem ter o susporte todo-poderoso de Bugalho e Rego. As dificuldades administrativas e os entraves burocrticos som contnuos, tanto hora de conceder espaos pblicos (que apesar das tentativas da Cmara Municipal continuam a ser NOSSOS) como limitaons horrias, dificuldades nas mais elementares medidas de auto-financiamento.

A juventude organizada em BRIGA aposta claramente por um cio diferente, criativo, galego e popular, em contraposiom ao circo comercial em que querem converter as nossas festas.