BRIGA, organiza�om juvenil da esquerda independentista

Loja Virtual
Arquivo Gr�fico
correio-e:
Compartilhar
Actualizada em
14/01/14
novas

Imputam aos quatro independentistas após declarar na Audiência Nacional

imagem

Janeiro de 2008

"Injúrias graves à Sua Majestade o rei de Espanha", este é o delito que o juiz da Audiência Nacional Grande-Marlaska imputa aos quatro militantes de NÓS-Unidade Popular, que onte tiverom que declarar na Audiência Nacional após ser detidos ao remate da mobilizaçom autodeterminista convocada por Causa Galiza o passado 6 de Dezembro.

Apesar de que o Alexandre declarou ante o juiz que unicamente ele foi o responsável da queima do boneco que representava ao monarca espanhol, Grande-Marlaska decidiu imputar aos quatro independentistas que se enfrentam a fortes multas económicas e de seis a dous anos de prisom.

Os quatro companheiros forom acompanhados por umha importante expediçom solidária que partira na noite do dia anterior da Galiza para acompanhá-los na declaraçom e que realizarom umha concentraçom nas imediaçons da Audiência Nacional. A concentraçom convocada por NÓS-Unidade Popular recebeu o apoio de diversas organizaçons republicanas e castelanistas, tais como Corriente Roja, Izquierda Castellana ou a entidade juvenil Yesca, e contou com a corajosa presença de Pepita Seoane, mae do Carlos Seoane, detido a passada semana na Corunha.

BRIGA, como nom podia ser doutra forma, participou activamente na convocatória de NÓS-Unidade Populare manifesta a sua mais firme solidariedade com os quatro companheiros encausados pola Audiência Nacional.

A Audiência Nacional nom nos calará!
Carlos, Cris, Alex e Santi, solidariedade!
Avante a República socialista galega!

Os quatro companheiro à saida da Audiência Nacional

Os quatro companheiro à saida da Audiência Nacional