BRIGA, organiza�om juvenil da esquerda independentista

Loja Virtual
Arquivo Gr�fico
correio-e:
Compartilhar
Actualizada em
14/01/14
novas

III Congresso Nacional de BRIGA atinge grance sucesso em Compostela

imagem

Especial III Congressso Nacional. Tempo de crise, tempo de luita

Janeiro de 2009

O passado sbado 17 @s jovens organizad@s em BRIGA acudirom cita congressual que sob a legenda Tempo de crise, tempo de luita decorreu na capital da Galiza.

O salto qualitativo dado por BRIGA no ltimo ano encenou-se no centro social do Castinheirinho, onde ao longo dumha completa jornada de debate, anlise e valorizaons, a organizaom fechava umha etapa e dispunha as linhas de acom principais da nova jeira que encaramos.

Aps as acreditaons iniciais, tivo lugar a intervenom da Responsvel do Grupo de Base de Compostela, a qual deu as bem-vindas e expujo algumhas das luitas mais insignes levadas cabo pola juventude compostelana.

A seguir acometeu-se o debate e aprovaom do Horrio e o Regulamento, e umha vez constituda a Mesa, procedeu-se a ler e debater o informe de gestom. A necessria autocrtica polos erros cometidos ligou-se com a valorizaom dos acertos, mxima prova dos quais foi o amplo incremento de jovens participantes no projecto de BRIGA desde a celebraom do II Congresso Nacional at hoje.

Aps a aprovaom do Informe, tivo lugar o recesso para o jantar organizado polo Grupo de Base anfitriom. Umha vez dada boa conta da comida, iniciava-se o debate da Tese Poltica. Os textos apresentados desta volta dispuxrom-se roda de dous temas. No primeiro indagam na origem da actual crise sistmica capitalista, assinalando as origens estruturais (umha soma de crises parciais como a militar, alimentar, financieira, etc.), os seus principais artfices e beneficirios (a burguesia especulativa do centro capitalista) e as conseqncias que esta vai ter na classe obreira, em especial a galega, ante o processo de brutal recurto social e despedimento em massa que o capitalismo precisa acometer para salvar-se de si prprio. O segundo dos pontos desenvolvidos pola Tese Poltica centram-se no Internacionalismo Proletrio, a necessidade da solidariedade activa entre os diversos povos oprimidos do mundo e os movimentos de emancipaom mundiais; assim como na anlise da utilizaom nominal por parte das esquerdas reformistas espanholas dum falso internacionalismo que serve como justificaom para o seu espanholismo terminal, e a negaom nacional da Galiza.

As emendas debatidas girrom roda destes temas, analisando o crack imobilirio estado-unidense das hipotecas-lixo em 2007, a actuaom dos governos estatal e autonmico ante a crise, o pacote de medidas de urgncia propostas por BRIGA, ou a contribuiom internacionalista d@s galeg@s em diversas luitas como a cubana, argentina, uruguaia, brasileira, venezuelana ou mexicana.

A prxima parada no horrio era a eleiom da nova Mesa Nacional, que foi aceite por unanimidade, e conformar o grupo de companheir@s que exercerm a direcom da organizaom nos prximos dous anos.

A reuniom da Comissom da Mulher, formada por todas as companheir@s assistentes, reflexionou sobre o trabalho feminista da organizaom, elegindo nova Responsvel Nacional da Mulher e marcando os objectivos para o prximo binio, renovando o compromisso com o feminismo juvenil, nacional e de classe.

Iniciava-se continuaom o debate das resoluons apresentadas at o momento, que finalmente se concretrom em saudaons ao levantamento juvenil na Grcia, a expressom do nosso apoio Amrica Insurgente, a solidariedade com a luita palestiniana, a denncia do terrorismo machista, e a parabenizaom polos 50 anos da Revoluom cubana. Todas elas from finalmente aprovadas.

Dava-se fim intensa jornada com o acto de encerramento, no que aps a proclamaom pblica da nova Mesa Nacional, as diferentes organizaons e colectivos. No que se refire s organizaons nacionais contamos com a presena de AGIR, Siareir@s Galeg@s, AMI, Isca!, NS-UP, Primeira Linha, Centro Social Henriqueta Outeiro e AGAL, e com a saudaom da AGARB, o Captulo Galiza da CCB e a Associaom de Amizade Galego-Cubana Francisco Vilhamil.

Tambm outras organizaons quigerom saudar a celebraom do nosso III Congresso Nacional apesar da distncia. Assim, recebemos comunicaons das organizaons juvens Azarug, CAJEI, Maulets, Yesca, Segi e da Presidncia Colectiva da Coordenadora Continental Bolivariana. J para finalizar, um membro da Mesa Nacional eleita fechava o III Congresso Nacional pronunciando o discurso oficial de feche.

BRIGA quer agradecer ss/aos convidad@s, amig@s, companheir@s e organizaons que participrom na nossa terceira cita congressual a sua assistncia, ao igual que ao resto de colectivos e pessoas que por diversas razons nom pudrom acudir, mas que desde a distncia demonstrrom a sua alegria genuna polos modestos xitos do nosso projecto.

Momento do debate das Teses

Momento do debate das Teses

Discurso de bem-vindas

Discurso de bem-vindas

Leitura do Informe de Gestom

Leitura do Informe de Gestom

Proclamaom da nova Mesa Nacional

Proclamaom da nova Mesa Nacional

Saudaom de AGIR

Saudaom de AGIR

Saudaom de Primeira Linha

Saudaom de Primeira Linha

Saudaom de NS-Unidade Popular

Saudaom de NS-Unidade Popular

Intervenom de Siareir@s Galeg@s

Intervenom de Siareir@s Galeg@s