BRIGA, organiza�om juvenil da esquerda independentista

Loja Virtual
Arquivo Gr�fico
correio-e:
Compartilhar
Actualizada em
14/01/14
novas

O PP defende simbologia fascista na Corunha.

imagem

Setembro de 2009

A poucos dias de que o Concelho da Corunha anuncia-se a aprovaom da retirada de 53 smbolos da dictadura franquista, o PP nom perde oportunidade para defender o franquismo e volta a posicionar-se ao lado dos golpistas e dos assassinos.

Carlos Negreira, presidente provincial do PP da Corunha e portavoz da oposiom municipal do Concelho, criticou com dureza o cumprimento da Lei de Memria Histrica na cidade achando que a verdadeira finalidade era a crispaom. Ao pouco Feijo declarava que ests questons saldam-se no concelho ressumindo nos factos o seu total beneplcito s declaraons do lder corunhs; na mesma linha, esse summum da nstalgia franquista que venhem a ser os da Associaom de Veteranos da Legiom interpor umha denncia pola retirada da esttua e as distinons de filho predilecto.

No referente retirada da esttua do general sublevado Milln Astray, fundador da legiom e activo colaborador de Franco que deixa na histria frases como o fascismo: O sanador de Espanha ou Morra a inteligncia, viva a morte. O lder do PP na Corunha chegou ao ponto de defender a sua permanncia por "ser um monumento a umha pessoa que um corunhs de pro, de toda a vida. Umha pessoa que criou um corpo que ainda est vigente. Sendo mais que umha declaraom, o paradigma da defesa acrrima que as instituions fam do exrcito espanhol, herdeiro directo do Golpe de estado do 1936.

A posiom da Cmara Municipal (PSOE-BNG), vendida como o nom vai mais da higiene democrtica, apenas a resposta acomplexada e retrasada do cumprimento da legalidade espanhola, a qual canonizou a impunidade e o nom se fale mais do passado com a insuficiente Lei de Memria Histrica, que iguala na prtica a assassinos e assassinados. Na realidade s aproveitaram as reformas que vam ter lugar na praa para retirar a esttua e leva-la ao Museu Militar, onde continuar a ter um lugar de prestgio, reconhecimento do que seguem a carecer tod@s @s repressaliad@s. Que tipo de democracia esta na que nom se festeja publicamente este tipo de iniciativas?

Mais umha vez assistimos atnit@s aos complexos e aos medos hora de materializar a reivindicaom do legtimo direito a termos as nossas ruas limpas de simbologa fascista. Lembremos que as primeiras leis de memria histrica levam arredor de 30 anos sem se aplicarem sendo premeditadamente ignoradas.

Esclarece ainda mais a sua hipocrisia o facto de que em abril deste mesmo ano a fiscalia pblica, a associaom de veteranos cavaleiros legionrios e a prpria Cmara Municipal levarom a juio a trs jovens antifascistas que em 2005 tentarom derrubar este icone da barbarie fascista na Galiza, baixo a petiom de penas que acumulavam um total de 5 anos de prisom e 24.000 euros de multa. impossvel que o Concelho se venda como o motor da limpeza de simbologia fascista quando vez pede 2 anos de prisom e 5.400 euros de multa por danos a umha esttua que nom deve ser trasladada, mas fundida e empregada para fazer um novo monumento s vtimas do holocausto fascista na Galiza.

Simbologia fascista fora da Galiza!